TV DIA

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

A variante Delta do coronavírus, que preocupa o exterior, já está no Brasil. O 1º infectado é da cidade de São Paulo.

A variante Delta do coronavírus, que preocupa o exterior, já está no Brasil. O 1º infectado é da cidade de São Paulo.

A variante Delta do coronavírus, que preocupa o exterior, já está no Brasil. O 1º infectado da cidade de São Paulo foi confirmado nesta semana. O paciente apresentou sintomas leves, passa bem e está em casa, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde. O órgão ainda investiga a forma de transmissão da doença no paciente confirmado. Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, a pessoa trabalha em casa, diz não ter viajado e nega ter tido contato com pessoas que viajaram. No Rio de Janeiro, a Secretaria de Saúde também confirmou dois novos casos, em um homem de 30 anos e uma mulher de 22, nas cidades de Seropédica e São João de Meriti. Os dois municípios também não informaram ainda qual a forma de transmissão. O Ministério da Saúde confirmou em 27 de junho as primeiras mortes pela variante no País. Foram duas vítimas fatais: uma gestante de 42 anos, morta há mais de dois meses no Paraná; e um homem de 54 anos do Maranhão. Nesta terça, a pasta informou que foram notificados 15 casos da variante no Brasil, sendo seis no navio que esteve na costa do Maranhão, três no Rio de Janeiro, um em Minas Gerais, dois no Paraná, dois em Goiás e um em São Paulo.
“Os dados coletados até o momento não demonstram circulação comunitária, no entanto, é importante ressaltar que as investigações estão em andamento”, diz nota.
A variante Delta foi detectada pela 1ª vez na Índia, em outubro de 2020. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, essa variante é a mais transmissível das identificadas até agora e circula em pelo menos 85 países. Entre os indianos, a média de novos casos esteve menor que a faixa de 50 mil diários por mais de uma semana, mas o aumento preocupa em países como Rússia, Iraque, Irã, Bangladesh, Mianmar, Malásia, Indonésia e Tailândia.

fonte: redação/cartacapital